Quero ser voluntário, mas não tenho tempo! E agora?

Tempo de leitura: 4 minutos. 

Ajudar o próximo é, sem dúvidas, uma das coisas mais bonitas que podemos fazer em prol do outro. 

Mas, como fazer isso quando não temos tempo na rotina? 

Dizem que “quem quer dá um jeito” e sabemos que, às vezes, com a correria do dia a dia é quase impossível uma brecha na agenda. 

Porém, ainda é possível sim ser um ponto de esperança no dia de alguém. Quer saber como? Continue lendo. 

O que é ser voluntário? 

Por incrível que pareça, muitas vezes podemos esquecer do real significado de ser um voluntário. 

Se voluntariar a uma causa, a um grupo de pessoas, é muito mais do que disponibilizar tempo. 

Ser voluntário significa também estar disponível, para ouvir, dar suporte, auxiliar e, acima de tudo, ser um ponto de luz no final do túnel. 

Um rosto de esperança em meio aos problemas do dia a dia. 

Portanto, ser um voluntário, ajudar alguém, é mais fácil do que imaginamos, está nas pequenas ações do dia a dia. 

Exercite a gentileza!

Bom dia, obrigado, por favor, com licença, essas são palavras mágicas e que não custam nada: nem tempo, nem dinheiro. 

Mas, apesar disso, essas palavras podem exercer um poder transformador no dia e até na vida de alguém. 

Ser gentil e empático é essencial para cultivar o bem-estar e a solidariedade em meio a correria da rotina. 

Sabe quando encontramos alguém no ônibus ou nos corredores do trabalho e pensamos: ainda existem pessoas boas no mundo!

Você pode ser essa pessoa na vida de alguém, basta exercitar a gentileza! 

Um ombro amigo não custa nada!

Outra atitude 100% gratuita e que faz uma tremenda diferença é o famoso ombro amigo. 

Com quantas pessoas você interage na sua rotina? 

No caminho para o trabalho, colegas de serviço, até mesmo pessoas que moram com você, com quantas delas você conversa?

Pergunte sobre como elas estão, ouça possíveis reclamações ou até mesmo permita que compartilhem comemorações pessoais. 

Aconselhe, ouça, ajude. Não precisa sair do seu cronograma diário de tempo e atividades. 

Faça a união das duas coisas! Basta atenção e um bom par de ouvidos. 

Encontre as pessoas certas! 

Se você não tem tempo para dedicar-se a um trabalho voluntário, encontre pessoas que tenham!

Divulgar uma causa para pessoas que podem ajudar é também uma das mais importantes formas de auxiliar. 

Fale sobre aquela associação que você conhece, divulgue a história de um conhecido que precisa de ajuda. 

Afinal, o importante é sensibilizar mais pessoas em prol do outro. Essa é a essência do voluntariado. 

Ajude sem sair de casa 

Você sabia que durante todo o mês de julho a Gazin está ajudando milhões de brasileiros a ajudarem a APAE?

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais é um dos maiores movimentos da América Latina. 

Afinal, é especialista no atendimento de Pessoas com Deficiência conta com mais de 2.200 filiadas e 80 mil voluntários. 

Diariamente essa engrenagem trabalha para uma sociedade melhor e mais inclusiva. 

Essa é a campanha Pintando o 7 que durante todo o mês doará R$7 para a APAE, de compras acima de R$100.

Aliás, já são mais de R$600 mil reais arrecadados até o momento desta publicação. Aliás, a promoção é válida para o site, aplicativo e lojas físicas da Gazin de todo o Brasil. 

Portanto, clique aqui e acompanhe em tempo real o valor já arrecadado. 

Enfim, quer ajudar também? 

Acesse o nosso site.

Baixe o aplicativo.

Vá até a loja mais próxima. 

Fale com um vendedor no WhatsApp. 

Deixe uma resposta