Pix: tudo o que você precisa saber sobre essa novidade!

Tempo de leitura: 4 minutos 

se fala do Pix e em como ele veio para deixar as transações bancárias mais fáceis. 

Mas, se você ainda não entendeu muito bem o que é o Pix e quais os benefícios dele, continue lendo. 

O Pix é um novo método de pagamento criado pelo Banco Central do Brasil. 

Assim, é possível fazer compras, transferências e pagar contas em até 10 segundos!

Portanto, é uma alternativa rápida, prática e gratuita se comparada ao boleto, TED, DOC e até mesmo cartão de débito. 

Segundo o Banco Central, a novidade começa a funcionar 100% dia 16 de novembro. 

Vale lembrar que a data não necessariamente corresponde a adesão dos bancos, empresas e afins.

Para saber mais, leia abaixo tudo o que o Pix pode te oferecer. 

Benefícios do Pix

Além de mais prático que os meios de pagamentos normais, o Pix traz inúmeros benefícios para os consumidores. 

Dinheiro na conta em segundos!

Com o Pix, os pagamentos e transferências ocorrem em até 10 segundos, mesmo entre bancos e instituições financeiras diferentes. 

Transferências 24h todos os dias

Já pensou poder transferir dinheiro a qualquer horário e a qualquer dia (até aos finais de semana e feriados)? 

Com o Pix dá! 

Gratuito para pessoas físicas 

É isso mesmo, transferir dinheiro e fazer compras com o Pix é gratuito e ilimitado! 

É seguro!

Se você está inseguro de usar o Pix, fique tranquilo! 

As transações realizadas dessa forma terão as mesmas medidas de segurança das transações via TED e DOC. 

Quanto às informações pessoais de cada usuário, o Banco Central do Brasil garante que serão protegidas por sigilo bancário. 

Segurança garantida por Lei. 

Pagamento com QR Code

Como se já não bastasse tanta praticidade, o Pix também oferece a possibilidade de pagamentos via QR Code. 

A leitura do código pode ser feita pela câmera do seu smartphone

Por isso, o PIX trabalha com QR Code estático e dinâmico. Entenda a diferença de cada um deles: 

QR Code estático

  • Pode ser usado em diversas transações;
  • Você precisa ter um vínculo de prestação de serviço ou receber mensalmente dinheiro;
  • O pagador poderá utilizar o mesmo código diversas vezes quando for te pagar. 

QR Code dinâmico

  • Pode ser usado apenas para uma única transferência; 
  • Recomendado passar para pessoas com quem não exista nenhum vínculo. 

Como começar a utilizar o Pix?

A primeira coisa que você precisa para começar a utilizar o Pix é criar uma chave Pix. 

Mas, o que é isso? Basicamente é um código que serve para te identificar no Pix. Ela pode ser: 

  • CPF ou CNPJ;
  • E-mail;
  • Número de celular;
  • Chave aleatória. 

Com ela, você pode fazer transferências e pagamentos sem precisar usar todos os seus dados bancários. 

Entretanto, atenção: se você costuma trabalhar com vários bancos, cadastre uma chave em cada banco.

Senão na hora da transferência, todas as transações irão para um único banco.

Mas, é importante ressaltar que as chaves Pix vieram para deixar o procedimento mais prático. 

Entretanto, você ainda pode utilizar os benefícios do Pix com seus dados bancários normais, como no TED e DOC. 

Cada pessoa física pode registrar até 5 chaves por conta da qual seja titular. Em caso de pessoas jurídica podem ser cadastradas até 20 chaves.

Sendo assim, para criar uma chave Pix, acesse os canais de informação do seu banco e veja como proceder. 

Enfim, agora que você já sabe tudo sobre o Pix, que tal aproveitar a novidade? 

Portanto, fique ligado nas nossas redes sociais e acompanhe as novidades sobre essa modalidade de pagamento. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *