Tudo o que você precisa saber sobre o universo gamer.

Tempo de leitura: 4 minutos. 

Atenção, aperte os cintos que a partir de agora você irá viajar para um novo mundo.

Um universo de tendências que tem ganhado cada vez mais adeptos e visibilidade nos últimos anos. 

Estamos falando dos jogos virtuais, é claro! 

Você com certeza tem um amigo, primo ou outro familiar que pode ser considerado gamer. 

Ou seja, uma pessoa que joga jogos virtuais por hobby ou até mesmo como fonte de renda e trabalho. 

Afinal, o mercado gamer tem crescido e hoje já movimenta 4,9 bilhões da economia mundial. 

O Brasil é o 13º maior mercado do setor e o maior de toda a América Latina. 

Por isso, computadores, headphones, cadeiras e mesas levam esse nome e têm sido sucesso em vendas ao redor do planeta. 

Existem campeonatos, times que disputam por prêmios e muito mais! 

Alguns eventos chegam a premiar os jogadores com milhões de dólares. 

via GIPHY

Os gamers já são considerados profissionais de uma nova modalidade de esportes. O E-Sports. 

São jogos online de diversos segmentos, ação, aventura, estratégia, RPG, corridas, esportes e muito mais. 

O universo gamer e a tecnologia 

Mas, se você chegou até aqui se perguntando: de onde surgiu essa “febre”?, podemos dizer: grande parte disso se deve ao avanço da tecnologia. 

Sabemos que o mundo muda muito todos os dias e as formas de consumo também! 

A tecnologia evolui quase desenfreadamente e, com ela, novos nichos de mercado que surfam na onda de possibilidades. 

O mercado de jogos é um desses nichos! 

Com computadores e celulares de última geração, tem conseguido conquistar um público próprio.

Pessoas que unem a paixão por jogar com as facilidades que a tecnologia oferece. 

Além disso, é claro que o nosso estilo de vida vai se moldando com o passar dos anos e, querendo ou não, reflete esse avanço tecnológico. 

Dessa forma, a nossa rotina potencializa o gosto por jogos online.

Isso faz com que enxerguemos como um escape da vida real, que de tão corrida, pode ser sufocante às vezes! 

Aliás, esse é o caso de Ana Lydia Moreira que já trouxe os jogos virtuais para a sua rotina há 6 anos. 

A vida gamer na prática 

via GIPHY

Ana conta que a “sementinha gamer” foi plantada em sua vida desde criança, aos 5 anos, quando brigava com os primos para jogar. 

“Os primeiros jogos foram Mortal Kombat 3 e os clássicos do Super Mário, ainda no Super Nintendo no final dos anos 90”, conta. 

Mas, foi só em 2015 que ela começou a ter mais contato com outros gêneros de jogos, gráficos e jogabilidades. 

“Foi quando eu comecei a realmente entender e entrar de cabeça nesse mundo”, relembra ela. 

Já a publicitária Emanuella Siqueira já se considerava uma “gamer” desde criança. “Eu jogava muito quando criança. Um dos primeiros jogos que eu me lembro foi o Rei Leão”, relembra. 

Apesar de não se lembrar exatamente como conheceu o jogo, Manu passava horas jogando ele no computador. 

“Naquela época, acho que nem existia o conceito de jogos online, até porque ainda era internet discada”, conta ela.  

Conhecer pessoas através dos jogos é algo que foi muito importante para Melissa Mitico Ebara também!

A jovem de 25 anos conta que aprendeu muita coisa tendo contato com essas outras pessoas do mundo todo. 

Pronto para dar play nesse universo também? 

via FaZe Clan on GIPHY

Enfim, confira as ofertas imperdíveis que temos para computadores, smartphones, mesas gamers e muito mais! 

Acesse o nosso site.

Baixe o aplicativo.

Vá até a loja mais próxima. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *